Sementes de maçã e cancro: eis o que os governos nos têm andado a esconder!


Você provavelmente já ouviu o ditado de que uma maçã por dia nem sabe o bem que lhe fazia.

Isso é verdade porque uma maçã é uma das frutas mais saudáveis ​​e nutricionais do mundo. Uma maçã fornece cerca de 10% ou mais da quantidade diária recomendada de vitamina C e fibra. Além disso, esses nutrientes possuem propriedades anticancerígenas, aumentam o sistema imunológico, ajudam na perda de peso e evitam o dano causado pelos radicais livres.

Além disso, as maçãs contêm fitoquímicos, poderosas vitaminas e nutrientes e uma ampla gama de antioxidantes. A parte carnuda e a casca da maçã provaram prevenir e ajudar com muitas condições de saúde, incluindo doenças cardíacas, câncer de pulmão, asma, obesidade, demência e doença de Alzheimer, dentre outras.

A casca de maçã contém triterpenoides, que possuem capacidades anticancerígenas significativas, particularmente quando se trata de prevenir câncer de fígado, cólon e mama. Além disso, o consumo regular de maçãs pode reduzir o risco de tipos específicos de câncer. No entanto, você sabia que a semente de maçã também pode ajudar com esse problema terrível?

SEMENTES DE MAÇÃ E CANCRO

As sementes de maçã são ricas em vitamina B-17, algo em que não recebemos muito. Este nutriente também pode ser encontrado em sementes de damasco, trigo sarraceno, morangos, caju e outros alimentos naturais. A vitamina B-17 pode ajudar na prevenção de câncer. Além disso, pode até inibir ou reverter o crescimento tumoral.

A vitamina B17, também conhecida como amígdalina ou laetrilo, é um nutriente glicosídico que é freqüentemente associado à prevenção do câncer. Provém de fontes alimentares naturais e mais abundantes nas sementes de plantas da família dos prunassinos, como damascos e maçãs.


Esta vitamina interage com outros antioxidantes e vitaminas e elimina células prejudiciais do corpo. No entanto, esta vitamina é uma substância natural contendo cianeto. Pequenas quantidades de cianeto podem ser desintoxicadas por enzimas em seu corpo, mas grandes quantidades podem ser perigosas.

As sementes de maçã contêm amígdalina, uma substância que libera cianeto na corrente sanguínea quando mastigada e digerida. No entanto, pequenas quantidades de sementes de maçã não contêm cianeto suficiente para causar danos.

Esta poderosa vitamina torna-se liberada no corpo e ataca células mutadas. Além disso, pode ajudar com a regressão e crescimento de células e tumores cancerosos. Os compostos de vitamina B17 têm a capacidade de matar células cancerosas em vez das saudáveis.

Fonte: Health institute of massachussets